Citrinos: ouro a qualquer hora

Citrinos: ouro a qualquer hora

Existe no nosso planeta uma enorme variedade de espécies de citrinos. Os seus antepassados são originários do sudeste asiático. Apesar de terem sofrido muitas mutações, a sua origem tropical ainda tem efeito no desenvolvimento das plantas. São árvores ou arbustos de folha persistente, ou seja, não perdem folhagem na altura do inverno. Não tendo este mecanismo de proteção, que a grande parte das árvores de fruto de clima temperado têm, os citrinos não estão bem adaptados a temperaturas negativas. (...)

Os citrinos continuam a ser os frutos mais produzidos no mundo, com cerca de 125 milhões de toneladas produzidas anualmente, não só para serem consumidos em fresco, mas também para a sua transformação, em especial para sumos e concentrados.

A grande procura por parte do consumidor deve-se não só ao ótimo sabor e aroma associado a cada espécie, mas também porque nos citrinos estão presentes vários compostos com elevada capacidade antioxidante. O mais emblemático é certamente a vitamina C, mas nos últimos anos tem-se descoberto outros compostos que provam que a laranja e os restantes citrinos são realmente como ouro para a nossa saúde, independentemente da altura do dia que os consumimos.

Já há muitos anos que há a tradição na produção de citrinos em Portugal. Comparando com a produtividade média mundial (kg/ha) das várias culturas de citrinos, conseguimos atingir valores semelhantes. O nosso clima, com invernos relativamente pouco rigorosos, é bem adequado às várias culturas. Uma das variedades de limão mais difundidas a nível mundial é portuguesa: a cultivar “Lisboa” é uma variedade de elevado vigor, prolífica e rústica, resistindo bem a condições de temperaturas extremas, assim como a ventos fortes."

 

Aposte em culturas como a do Limão, que apresenta grande potencial de crescimento e afirmação nos mercados nacional e internacional. O curso em Cultura do Limão da Espaço Visual, com o Eng. João Saramago, tem novas edições previstas calendarizadas, sendo a próxima já no próximo dia 26 de março.

Poderá consultar aqui o artigo completo.