Diversificação de Atividades na Exploração | Distrito de Castelo Branco

Diversificação de Atividades na Exploração | Distrito de Castelo Branco

Medida de Apoio

10.2.1.3 | Diversificação de Atividades na Exploração | PDR2020 | ADERES – Associação de Desenvolvimento Rural Estrela-Sul

 

Intervenções a Apoiar

Unidades de alojamento turístico nas tipologias de turismo de habitação, turismo no espaço rural nos grupos de agroturismo ou casas de campo, alojamento local de curta duração e em meios móveis, parques de campismo e caravanismo e de turismo da natureza

Serviços de recreação e lazer, incluindo organização de atividades de animação turística, e atividade dos parques e reservas naturais

Diversas outras atividades, desde comércio por grosso de alimentos para animais, comércio a retalho de têxteis, carpetes, tapetes, cortinados, revestimentos para paredes e pavimentos e eletrodomésticos (em estabelecimentos especializados), aluguer de máquinas, equipamentos agrícolas, equipamentos para a construção e engenharia civil e equipamentos de escritório, atividades dos museus, sítios e monumentos históricos, jardins zoológicos, botânicos e aquários, atividades de bem estar físico, entre outras

Atividades dos serviços relacionados com a agricultura, e com a silvicultura e exploração florestal

• Atividades de transformação (ver exceções em anúncio de abertura)

• Comercialização a retalho de produtos agrícolas produzidos na própria exploração

 

Datas de Candidatura

Entre 16 de dezembro de 2019 e 6 de março de 2020

 

Nível de Investimento

Entre 10.000 € e 200.000 €

 

Taxa de Apoio

A fundo perdido, até ao limite máximo de 150.000 €

Nível de apoio de 50% com criação líquida de postos de trabalho, e de 40 % sem criação líquida de postos de trabalho

 

Área Geográfica

Parte dos concelhos da Covilhã e Fundão (ambos pertencentes ao distrito­ de Castelo Branco)

 

Objetivos

Estimular o desenvolvimento, nas explorações agrícolas, de atividades que não sejam de produção, transformação ou comercialização de produtos agrícolas, criando novas fontes de rendimento e de emprego

Contribuir diretamente para a manutenção ou melhoria do rendimento do agregado familiar, a fixação da população, a ocupação do território e o reforço da economia rural

 

Despesas Elegíveis

Elaboração de estudos e projetos de arquitetura e de engenharia associados ao investimento, desde que realizadas até seis meses antes da data de apresentação da candidatura, até ao limite de 5 % da despesa elegível total aprovada da operação

Software aplicacional, propriedade industrial, planos de marketing e branding

Beneficiação, adaptação ou recuperação de construções

Construções

Aquisição de equipamentos

Aquisição de viaturas e outro material circulante indispensável à atividade objeto de financiamento

Outro tipo de despesas associadas a investimentos intangíveis indispensáveis à prossecução dos objetivos do projeto

 

Beneficiários

Pessoas singulares ou pessoas coletivas que exerçam atividade agrícola

Membros do agregado familiar das pessoas singulares acima referidas, ainda que não exerçam atividade agrícola

 

Documentos de Apoio

Portaria n.º 152/2016

OTE n.º 29/2016

Anúncio de Abertura

Prorrogação de Prazo

 

Para obter apoio nesta matéria, deixe-nos os seus dados através do formulário abaixo, ou entre em contacto connosco através do endereço de e-mail dep.comercial@espaco-visual.pt ou através dos contactos telefónicos 224509047 / 917075852 / 911768809.